+
Obrigada por hoje.
Apesar de mal ter férias, acho que as minhas foram muito bem curtidas com você. Ficava completamente ansiosa às 14h00 ao saber que você viria me buscar no fim do dia e ao descer, ao encontrar você de vans no escadão, meu coração batia mais forte e finalmente eu podia te tocar, te beijar e estar nos seus braços. E foi assim as férias inteiras, porque quanto mais eu te tive, mais eu te quis. Em novembro, achei que fosse ficar muito complicado migrar da nossa antiga rotina em que as tardes eram só nossas para um momento em que as tardes eram de trabalho, mas as férias foram a transição perfeita para o que vem adiante, porque agora sim o que a gente esperava em novembro vai acontecer. Curiosamente, eu me sinto bem mais segura, confiante e - por incrível que pareça - ainda mais apaixonada.
Estamos mudando e não somos mais o mesmo casal que éramos em junho, nem em setembro e provavelmente não seremos mais os mesmos em março e em setembro deste ano, mas sabe o que há de mau nisso? Nada! Porque continuamos iguais. Isso me deixa perplexa, os assuntos mudam, os problemas mudam e as discussões também, mas a gente sempre sai da sala de cinema resmungando, atribuindo um sete ou com aquela sensação que é quase a mesma de quando a gente tá na cama só com a roupa de baixo - aquela sensação de completude, mas de anseio por algo que está a vir. 
Na verdade, eu me sinto assim em todos os momentos - não que eu fique criando expectativas, nem esperando o futuro chegar, mas com essa sensação de que o que vai vir é incrivelmente delicioso. 
Eu só posso agradecer pelo namorado que eu tenho, por ser tão Rennan como ele é, por ser tão doce e tão amável. E desculpa se essa semana eu estava bem aflorada, bem irritada. Você não merece que eu fique assim, toda aflorada, mas como eu sou assim, isso também faz um pouco de parte. Obrigada por me acalmar e por fazer os dias começarem no momento em que eu te encontro e você me aperta nos seus braços, e me enche de beijos.
A gente fala demais e eu gosto muito disso. Também gosto do silêncio, mas gosto tanto da sua voz, da sua risada e gosto muito do que você escreve, mas minha opinião é de namorada. Curioso é que, apesar de ser opinião de namorada, a minha é uma boa opinião - haja visto tantos outros que concordam comigo, como… O seu chefe! Não cabe no meu peito, na minha boca o tamanho do orgulho que eu sinto por você. A minha parte jornalista é toda sua e se já estava feliz em saber que você ia escrever a matéria, agora que ela foi aprovada e, além de tudo, extremamente elogiada, eu tô literalmente explodindo por dentro e fora de tanto orgulho! Parabéns, meu príncipe. Essa é só a primeira edição!
Mas obrigada por hoje. Aquele filme que seria um bom filme se não fosse indicado, aquela salada que você comeu por pura e espontânea vontade, aquela FORÇA ENORME você me deu, me segurando e me apoiando - e agora, nesse exato momento, não me sinto arrependida e me sinto bastante feliz! Obrigada por dormir ontem aqui e prometo que no outro final de semana eu durmo aí, meu lindo (se você me convidar, óbvio).
Que venha esse primeiro semestre - que agora vem estourando - porque a gente aguenta e aguenta bem. Porque tem viagem gostosa, porque tem felicidade, comida e amor.
Obrigada por hoje.
E obrigada por sempre. 
+
Tomorrow is a big day
+
lacrisalideinversa:

Photo by Shigeo Ogawa.
+
+
+
+
+
+
+